HubSales

Categorias
MarketPlace

E-commerce é a única forma de vender online?

O e-commerce é uma plataforma de vendas que vem ganhando cada vez mais adeptos devido à oportunidade que esse canal pode proporcionar aos vendedores, mas é interessante saber que existem outras formas de comércio online que também podem ser muito vantajosas.

O ambiente virtual é um excelente meio para quem deseja manter suas vendas e até mesmo expandi-las, pois há uma enorme possibilidade de visibilidade e alcance do público desejado.

Pensando nisso, o e-commerce, por exemplo, é uma das formas de vender no digital e que ganha mais popularidade a cada dia.

Mas afinal, o que é um e-commerce? Na tradução, significa comércio eletrônico. Essa é uma forma de comércio, onde as empresas vendem por meio de lojas próprias. Sendo possível vender coisas de todo tipo, como: eletrônicos, vestuário, alimentício, etc.

Bastando então, a loja possuir uma página dentro da plataforma de e-commerce, assim, o consumidor pode realizar suas compras de maneira fácil e rápida, de forma online.

Mas apesar de tamanha oportunidade que esse canal representa, existem outras formas de vender online que podem ampliar essas possibilidades, de maneira muito vantajosa para os comerciantes.

A seguir, vamos te explicar um pouco mais sobre isso.

Existem outras formas de vender online além do e-commerce?

Além do e-commerce, há uma outra alternativa de vendas online muito conhecida e com grande relevância, que são os Marketplaces.

Esse tipo de canal de comércio, se trata de lojas virtuais que disponibilizam seu espaço e estrutura para que outros vendedores possam vender seus produtos, exemplo disso é a Americanas Marketplace e o Mercado Livre.

E para que isso aconteça, em troca, a loja cadastrada paga uma comissão sobre essas vendas realizadas no Marketplace.

Nesse tipo de canal, não é necessário investir tanto em publicidade, pois o alcance que essa plataforma já possui acaba gerando essa oportunidade de visibilidade.

Ou seja, você consegue aproveitar esse espaço, e pode conseguir mais facilmente que o cliente que ali transita, compre de você.

Nos Marketplaces, o consumidor tem a possibilidade de identificar quais lojas apresentam os melhores preços, avaliações e prazo de pagamento, e assim, escolha o que melhor lhe atender.

Além dessa oportunidade mais abrangente de venda, esse tipo de plataforma possibilita que o vendedor que não deseja investir na criação de uma loja virtual, consiga ainda assim, ter o seu negócio no meio digital.

E no caso de quem já possui um e-commerce, conseguir expandir seu espaço de venda, podendo conquistar ainda mais clientes.

Mas tenha você um e-commerce ou não, você deve estar se perguntando como ingressar ao Marketplace, certo?

A seguir, nós te mostraremos como isso pode ser muito mais simples do que você imagina.

Conectando sua empresa de forma automatizada aos principais marketplaces do país

Ingressar ao meio digital pode ser um grande desafio para algumas empresas que muitas vezes não sabem por onde começar, como realizar uma integração, ou até mesmo criar um cadastro de produto.

Pensando nisso surgiu a HubSales, um hub que faz integrações com vários marketplaces e um suporte de assessoria a todos esses canais, desde a intermediação do contrato entre sua empresa e as plataformas digitais, definição do mix de produtos, melhoria na descrição e cadastro deles, até o acompanhamento e gerenciamento da performance de vendas.

Caso você esteja iniciando no mundo dos Marketplaces, ou sequer tenha uma presença neles, a  Hubsales irá focar em acelerar as suas vendas e o seu aprendizado.

E se você já vende em Marketplaces, a Hubsales assumirá todo o serviço, lhe auxiliando em escalar as vendas e permitindo que você  foque no que realmente é importante: vender.

Percebeu como ter o seu negócio no mundo virtual pode ser muito mais simples e prático?

Para realizar essa missão, você pode contar com todo o auxílio necessário da Hubsales, que cuidará de todas as etapas desse processo. Sendo assim, você contará com organização de documentação, credenciamento, assessoria, integração, monitoramento, suporte e muito mais.

Não espere mais para deixar o seu negócio muito mais visível e ao alcance do seu público! 

Categorias
MarketPlace

Redução de custos no e-commerce: como reduzir o CPC (custo por clique)?

O CPC (custo por clique) é um método muito tradicional, escolhido entre os anunciantes, a fim de se obter mais tráfego para o seu site, além de ajudá-lo a entender melhor o interesse de seu público. No entanto, muitas pessoas podem enfrentar dificuldades quanto ao assunto, e podem sentir um certo peso no bolso por conta disso.

Um dos grandes desafios enfrentados por empreendedores quanto ao manejo do e-commerce é em relação aos custos. Em vista de que hoje, esse tipo de canal de vendas vem crescendo diariamente, isso também traz consigo uma certa concorrência. E, portanto, é preciso se destacar para oferecer o melhor e mais atrativo ao consumidor.

Pensando assim, é muito importante se planejar em relação aos custos que esse tipo de comércio demanda, e criar estratégias para reduzir o custo do que for possível.

Quando o assunto é anúncio, por exemplo, algumas medidas podem ser tomadas para trazer economia ao seu negócio, com relação ao CPC (custo por clique), que é o que está por trás do seu anúncio, e nós iremos te dar algumas dicas sobre o assunto para te ajudar nessa missão. Mas antes, vamos te explicar melhor o que é o CPC, para que você entenda como é possível reduzi-lo, e assim, diminuir seus custos com o e-commerce.

O que é CPC (custo por clique)?

O CPC ou custo por clique, é uma métrica muito popular no mercado, e a mais escolhida entre os anunciantes, por se tratar de uma maneira mais fácil de visualizar e controlar resultados.  Essa é uma forma de cobrança na qual o anunciante paga pelo total de cliques dados em seus anúncios. Mas você deve estar se perguntando: como calcular o custo por clique? Suponha que você deseje anunciar o seu e-commerce por sites e blogs, o Google AdSense pode auxiliar nesse processo ao disponibilizar espaço de sites parceiros para isso. O CPC pode ser a sua opção de pagamento, assim, você pagará por cada visita que chegar até a sua página, geradas a partir desses anúncios. Sendo assim, essa precificação é feita como um leilão, onde os anunciantes que fizerem as melhores ofertas terão as melhores colocações.

A fórmula para calcular o CPC é: Custo Total / Número de Cliques

E como reduzir o CPC?

Segmente da melhor forma possível os assuntos: é importante se concentrar em usar as melhores palavras-chave possíveis, para isso, você deve investir tempo em pesquisas e pode usar também ferramentas como o SEMrush e Ubersuggest, por exemplo.

Faça uma segmentação geográfica: é interessante criar campanhas que sejam focadas em cada região, dessa forma, você consegue analisar de forma independente seus resultados, além de ter a possibilidade de realizar novas campanhas mais assertivas de acordo com o perfil dessa segmentação.

Exclua a lista de palavras-chave negativas: selecione os termos nos quais você não quer que o Google mostre o seu anúncio. Dessa forma, você negativa os termos que não se referem ao seu tipo de serviço, evitando que um usuário que não seja um potencial cliente clique neste anúncio e saia de sua página por não encontrar o que ele desejava.

Estude a sua concorrência: ao fazer essa análise, será possível ter uma noção e referência de como esses anúncios estão sendo feitos, quais palavras estão sendo usadas, e como está sendo o resultado disso. Assim, você poderá ter ideias de ações mais eficazes.

Faça um planejamento do seu orçamento: defina o valor que você irá investir em seus anúncios diariamente, dessa maneira, você terá mais claramente em mente esses números e também conseguirá traçar possíveis estratégias futuras.

Preocupe-se com a qualidade de seus anúncios e conteúdos: produzir materiais de qualidade faz toda a diferença para atrair o seu público. Preparar bons conteúdos textuais e visuais é muito importante e é parte fundamental nesse processo. Concentre-se em deixar o conteúdo o mais assertivo e condizente possível.

Com essas estratégias é possível deixar o seu conteúdo muito mais focado no que é ideal e que ele chegue de forma mais abrangente e concentrada no seu público. Mas, nós sabemos que ainda assim, esse tipo de assunto é de fato desafiador e demanda bastante tempo, atenção e dedicação. 

Mas não se preocupe, você pode contar com a Hubsales para te ajudar quando o assunto é aumentar a visibilidade do seu negócio, e não só isso, a HubSales ajuda você a jogar junto com as grandes marcas e a potencializar sua rentabilidade, aumentar a presença de seus produtos em regiões/cidades que não possuem expressão nas vendas em lojas físicas.

Viu só? Com todas essas dicas que reunimos para você,  fica mais fácil identificar as ações que você pode realizar para reduzir os seus custos com o e-commerce, mas não se esqueça, com o auxílio da Hubsales, você só precisa se preocupar com o principal: vender. Quer entender mais como isso funciona?  Entre em contato conosco!

Categorias
MarketPlace

Saiba como vender seus produtos na Americanas Marketplace

A Americanas Marketplace é uma das maiores lojas online do Brasil, coleciona premiações e conta com números extremamente significativos, sendo uma excelente oportunidade de canal de vendas na internet.

O comércio virtual ganha adeptos a todo momento, e com isso, essa nova forma de consumo vem crescendo exponencialmente.

Porém, começar a vender de forma online pode ser um desafio, a boa notícia é que você pode contar com uma ótima oportunidade para ingressar nesse tipo de mercado em uma das maiores plataformas de vendas online do Brasil, a Americanas Marketplace.

Mas você deve estar se perguntando: como eu faço para vender na Americanas? Fique tranquilo(a), vamos te explicar exatamente como isso funciona.

Como vender na Americanas Marketplace

Antes de mais nada, é preciso entender que o que permite que você venda dentro da Americanas é o Marketplace, que se trata de uma empresa que disponibiliza o seu canal como uma espécie de vitrine para outros vendedores.

Sendo assim, para vender na Americanas Marketplace é necessário preencher alguns requisitos exigidos na B2W Marketplace.

Primeiramente, você deve criar o seu cadastro na B2W, fornecendo os dados da sua empresa, e assim, essas informações serão analisadas para entender se está tudo dentro das exigências necessárias.

Você irá precisar de:

  • Possuir um CNPJ ativo e sem restrições.
  • Ter um certificado digital (e-CNPJ) para conseguir assinar um contrato de forma digital.
  • Possuir uma conta-corrente vinculada a esse CNPJ cadastrado.
  • Possuir um CNAE no setor “Comércio Varejista”.
  • Emitir Nota Fiscal Eletrônica (NFe) via SIntegra ou em caso de MEI, Nota Fiscal Avulsa Eletrônica (NFA-e), no site da Receita Federal.
  • Ter um contrato social, onde consta o capital social da empresa com um montante de no mínimo R$1000 reais.
  • Emitir um Certificado Negativo de Débitos (CND)
    É válido ressaltar que mesmo sem essa emissão, você consegue realizar o cadastro, mas com uma limitação no faturamento mensal.

Quanto custa vender na Americanas Markeplace

Agora, você deve estar se perguntando a respeito de quanto custa vender na Americanas Marketplace, certo?

É importante ressaltar que nenhum tipo de investimento é necessário para iniciar suas vendas no canal. Você será cobrado em cima dos produtos vendidos no site, sendo assim, você terá de repassar somente um percentual do valor total do produto vendido.

Além disso, é preciso ficar atento quanto ao valor inserido nesses produtos, pois é preciso considerar a comissão que será passada à B2W.

Depois de se cadastrar e ter a confirmação de autorização para realizar as vendas, você deverá integrar a sua loja ao sistema de marketplace da Americanas.com, preencher e configurar sua loja, ajustar valores de frete e cadastrar seus produtos.

Mas calma, é aí que entra a Hubsales, que será a sua grande aliada em todos esses processos.

Conclusão

A Hubsales é uma plataforma que serve como um Hub de integração, ela é responsável por realizar todos os processos necessários para integrar a sua empresa aos Marketplaces, como é o caso da Americanas Marketplace.

Além disso, ela oferece suporte no pós venda, realiza o intermédio dos contratos, cadastra os seus produtos, cria e personaliza descrições, gerencia o seu estoque, auxilia na definição do mix de produtos, orienta quanto à precificação e fotografia, entre muitas outras funções e serviços que facilitam todo o seu processo de vendas.

Assim, a sua empresa concentra-se apenas no mais importante: vender. Dessa forma, tudo fica concentrado em um único lugar, e o seu foco dedica-se ao principal.

Gostou de entender como funciona vender dentro na Americanas Marketplace e saber como a Hubsales pode facilitar todas as etapas do seu processo de trabalho?

Para saber como dar start a essa excelente oportunidade, basta entrar em contato com a Hubsales.

Categorias
MarketPlace

Entenda a diferença entre Marketplace, e-commerce e vitrine virtual

O jeito de comprar atualizou, e as lojas online estão cada vez mais presentes na vida e no gosto dos consumidores e abrangem diversos segmentos, como cosméticos, eletrônicos, esportivos, vestuário, entre muitos outros. E nesse cenário, essas lojas estão constantemente passando por mudanças, melhorias e adquirindo ainda mais modernidade e expansão.

Muitos empreendedores, se deparam com diferentes tipos de canais de venda, como os marketplaces, e-commerces e vitrines virtuais, e não sabem exatamente qual a diferença entre eles e qual escolher. A seguir, vamos te explicar quais são as características de cada um e suas principais diferenças.

O que são Marketplaces?

Os marketplaces são plataformas online que reúnem diversos produtos de diferentes lojas, como uma espécie de shopping, ou uma grande vitrine, onde as empresas expõem seus produtos. Esse tipo de comércio conta com vantagens como: baixo custo de investimento, visto que para vender através dele é necessário apenas negociar a comissão que será paga a ele por cada venda realizada. Além de proporcionar muita visibilidade, uma vez que o acesso a essas plataformas é feito a todo momento.

O que são E-commerces?

Os e-commerces são lojas online, onde a marca é quem vende seus produtos, cuida de todas as etapas do processo, desde a compra até a entrega, ou seja, o item vendido vem diretamente dessa empresa; do seu próprio estoque. Mas claro, dentro desse processo, há a possibilidade de realizar a terceirização de algum serviço.

O que são Vitrines Virtuais?

As vitrines virtuais (ou lojas virtuais) tratam-se exatamente do site de um vendedor. Nela, estarão expostos todos os produtos à escolha do cliente. É realmente uma espécie de vitrine, onde o item é visualizado, escolhido, colocado no carrinho e depois a compra é finalizada. 

E quais são as diferenças entre eles?

Observamos então, que existem diferentes propostas em cada um desses canais. O e-commerce exige mais investimento, como mão de obra e logística, em contrapartida, os lucros não precisam ser divididos entre intermediários. Ou seja, ele é um comércio online de uma marca em específico. Diferentemente, o Marketplace evita certos custos operacionais, uma vez que é apenas um ambiente onde lojas e clientes se conectam, além de exigir menos investimento em marketing, por exemplo, já que a visibilidade se torna mais abrangente. E ambos se diferem também da vitrine virtual que exige uma boa logística, grande quantidade de produtos, e necessita de chamar bastante atenção para si, melhor dizendo, precisa de bastante investimento em SEO e estratégias de posicionamento para ser encontrada na internet. Mas, apesar disso, ela pode ter custos mais baixos, visto que o investimento feito na mesma, retorna para o negócio.

Sendo assim, cada uma dessas opções citadas, possuem a sua particularidade e possuem diferentes benefícios, que devem ser avaliados de acordo com o perfil e objetivo da empresa, considerando aquilo que a atende melhor. Mas e aí, qual (ou quais) plataformas a sua empresa escolheu? Você ainda tem dúvidas de como melhorar as suas estratégias e vendas nessas plataformas?

Como a Hubsales pode te ajudar nisso

Com a Hubsales sua única preocupação será com as entregas. Nós fazemos o restante para a sua empresa. Além de intermediar os contratos e integrar todos os Marketplaces com gestão de estoque e precificação centralizada, nós também realizamos todas as descrições personalizadas de cada item, cadastros de produtos, auxiliamos na definição de mix de produtos e em todos os maiores processos operacionais para você, com planos acessíveis para todos os portes de negócios. Nós também conectamos seus produtos nos maiores e-commerces do Brasil, otimizando tempo e processos do seu negócio. Gostou dessas inúmeras soluções que a Hubsales traz para a sua empresa?

Agende uma conversa e fale com um de nossos especialistas.

Categorias
Uncategorized

Conheça os benefícios de vender pelo Mercado Livre dentro de uma loja oficial

O Mercado Livre é o maior e-commerce da América Latina, e é um grande exemplo de como o comércio eletrônico é essencial e está extremamente presente na vida dos consumidores.

Esse tipo de canal de vendas vem ganhando cada vez mais força e espaço diariamente, e essa oportunidade está ao alcance de milhares de pessoas.

Assim, o Mercado Livre, por exemplo, é uma plataforma ideal para tornar um negócio muito mais visível, devido ao grande volume de visitantes diariamente, proporcionar mais acessibilidade ao alcance do seu público, mais infraestrutura para o seu negócio, aumento de vendas, relevância em SEO, além dos outros inúmeros benefícios que a plataforma oferece.

Mais segurança no momento da compra

Os usuários que desejam realizar compras na internet, se preocupam bastante com seus dados e com a segurança de suas transações ao realizarem suas compras, portanto, passar credibilidade para o seu consumidor é fundamental!

Dessa forma, o Mercado Livre também se preocupou em criar um sistema de classificação dos vendedores, de forma a indicar a reputação do mesmo, para que o consumidor sinta mais confiança e segurança no momento de sua compra.

Classificação de “Loja Oficial”

O ápice na performance em vendas e confiabilidade no Mercado Livre é se tornar uma loja oficial, que significa ter mais credibilidade, destaque entre os vendedores, aumento de visibilidade, e possibilidade de inúmeros benefícios.

Mas, para alcançar esse título, é preciso cumprir alguns requisitos, critérios que precisam ser preenchidos ao longo do tempo. E por isso, escrevemos esse texto com várias dicas sobre esse assunto para te ajudar nisso. 

Como vender pelo mercado livre dentro de uma loja oficial e seus benefícios

Em vista dos dados mencionados anteriormente, se tornar uma loja oficial é algo que demanda tempo e preenchimento de requisitos. Mas apesar disso, a  Hubsales possui um diferencial único quanto a esse assunto que pode te ajudar.

A Hubsales conta com uma vitrine oficial, ou seja, uma loja oficial no Mercado Livre, chamada “Hubsales Shop”, onde todos os nossos clientes participam dela, e dessa maneira, também garantem um grau de reconhecimento, e consequentemente, é atribuído a eles mais credibilidade e segurança.

Ou seja, não é preciso se preocupar em não ter alta reputação em seu negócio por estar começando no marketplace ou ainda não ter alcançado os requisitos, pois ingressando na Hubsales Shop a sua empresa já iniciará com relevância.

Portanto, além de entrar no Mercado Livre com a sua empresa, você terá mais uma possibilidade de visibilidade e espaço de venda com a nossa vitrine, o que proporciona um maior impulsionamento nas suas vendas.

É importante ressaltar que a Hubsales é uma plataforma que serve como um Hub de integração, realizando todos os processos necessários para integrar a sua loja ou marca aos Marketplaces, e também conectamos seus produtos nos maiores e-commerces do Brasil.

Além de  cadastrar a sua loja, oferece suporte no pós venda, realiza o intermédio dos contratos, cadastra os produtos, cria e personaliza descrições para cada plataforma, gerencia o estoque, auxilia na definição do mix de produtos, orienta quanto à precificação e fotografia, entre muitas outras funções e serviços que poupam seu tempo e trabalho para vender mais e com uma margem de lucro maior do que pelo e-commerce ou loja própria.

Dessa forma, todos os processos de cadastros e gerenciamento que tomariam um tempo precioso do seu negócio, será otimizado para que você se preocupe somente com o mais importante.

Assim, tudo fica concentrado em um único lugar, as inúmeras etapas de processos são minimizadas, seu trabalho é facilitado, e o foco em vender é seu principal objetivo.

Pronto, agora você já sabe que é possível impulsionar ainda mais as suas vendas no Mercado Livre, e que isso pode ser feito de forma fácil e prática.

Entre em contato com um de nossos especialistas, para que eles realizem essa missão para você.

Aproveite todos os inúmeros benefícios que a Hubsales tem para te ajudar nesse processo. 

Categorias
MarketPlace

Hubsales e Olist: conheça as diferenças

Ao desejar que sua loja virtual e seus produtos estejam fortemente presentes nos principais marketplaces a fim de aumentar as suas vendas e expandir o posicionamento online, você pode se deparar com diversas soluções possíveis.

 

Apesar de possuírem alguns objetivos similares, há o caso de serem muito diferentes em outras finalidades. A Hubsales e a Olist são serviços que, embora envolvam o impulsionamento da presença em marketplaces para lojas virtuais, possuem soluções diferentes. 

 

Essas especialidades alteram o tipo de posicionamento da sua empresa dentro das plataformas digitais, que pode utilizar de um serviço de loja oficial, ou também posicionar a sua própria loja e marca. Entenda mais sobre as diferenças a seguir.

 

Olist: uma loja dentro de marketplaces

Olist Store se trata de um serviço de loja virtual oficial dentro dos marketplaces, onde os seus planos incluem cadastros de produtos e anúncios dentro da própria loja Olist (situada nas plataformas). Dessa forma, o usuário utilizaria do posicionamento da loja Olist para impulsionar seus produtos, com a opção de anúncios pré-configurados.

Não cadastrando a loja do usuário no marketplace, a Olist utiliza de sua própria loja virtual, e o repasse do valor das vendas não é feito diretamente para o vendedor (seller). 

Não há a elaboração da descrição do produto ou alteração de forma personalizada para cada marketplace por parte da plataforma, sendo essa função totalmente dependente do usuário. 

Porém, a Olist centraliza o gerenciamento de estoque em vários canais de venda, gerencia a precificação dos produtos e outras utilidades.

De forma geral, a Olist visa aumentar as suas vendas e concretizá-las a partir de uma loja própria da empresa, onde você pode cadastrar os seus produtos após adquirir os planos.

 

Hubsales: plataforma que conecta sua loja ou marca aos marketplaces

Visando integrar a sua loja aos marketplaces, a Hubsales é uma plataforma que realiza todos os processos necessários para essa integração. 

 

Isso passa desde a intermediação de contratos, escolha do mix de produtos, aprimoramento de descrições e cadastros, até fornecer acompanhamento detalhado da performance das vendas. 

 

Hubsales cadastra a loja da sua empresa nas plataformas digitais, cria os anúncios dos produtos, e o cadastro, com todas as funções de gerenciamento de estoque, precificação, e repassando os valores diretamente para o vendedor (seller).

 

Além de possuir uma loja oficial em marketplaces para impulsionamento de vendas, da qual o cliente pode fazer parte (a fim de aumentar as vendas), o serviço da Hubsales ainda cadastra a sua própria loja, incluindo todas as funções citadas anteriormente, com suporte no pós venda e intermediando as partes burocráticas de contratos.

 

Hubsales visa então, fazer toda a gestão da sua loja nos marketplaces, servindo como um Hub para plataformas digitais, com cadastramento dos produtos e funções aprofundadas de performance de vendas.

Comparativo rápido das funções: Olist e Hubsales

Olist

 

  • Serviço de loja virtual oficial dentro de marketplaces;
  • Usuário utiliza do posicionamento da loja;
  • Gerencia estoque;
  • Gerencia a precificação dos produtos.

 

Hubsales

 

  • Integra sua marca ou loja aos marketplaces;
  • Faz o intermédio dos contratos;
  • Cadastra os produtos;
  • Cria e personaliza descrições;
  • Gerencia o estoque;
  • Gerencia a precificação dos produtos;
  • Também há serviço de loja virtual oficial dentro de marketplaces.

Entendendo as suas necessidades e as funções que precisa

Os dois serviços buscam aumentar as suas vendas por meio dos marketplaces, mas as funções são muito distintas entre lojas oficiais e Hubs de integração.

 

Caso você esteja iniciando nos marketplaces ou sequer tenha uma presença neles, a plataforma Hubsales irá focar em acelerar as suas vendas e o seu aprendizado. 

 

Se você já vende em marketplaces, a Hubsales irá facilitar a sua gestão e assumirá todo o serviço, lhe auxiliando em escalar as vendas e permitindo que foque no que realmente é importante.

Categorias
MarketPlace

Marketplaces: como funcionam e quanto custa para vender?

No último ano, as vendas online cresceram 47%, contrariando o cenário econômico de outros setores e tendo a maior alta em 20 anos. E adivinha de onde vem a maior fatia desse faturamento? Isso mesmo, dos Marketplaces! Eles foram responsáveis por 78% do faturamento anual que levou a esse crescimento.

Muitos consumidores que antes não compravam online, passaram a comprar, o que levou a 40% de aumento nos novos adeptos. E, claro, novas empresas também ingressaram nesse mercado para poder vender mais e alcançar esses consumidores e suas novas necessidades. Se você também está interessado em vender seu produto online, vamos explicar nesse texto o que são os marketplaces, como funcionam e quanto custa para vender desta forma.

O que é marketplace e como funciona?

O marketplace é uma vitrine virtual, um portal ou plataforma onde diversas empresas podem divulgar e vender seus produtos. Os marketplaces oferecem toda a estrutura online necessária para receber os visitantes, desde a vitrine em si para cadastrar os produtos com fotos e descrições, até mesmo a parte de pagamento e a logística de entrega, por isso é indicado para quem precisa de um e-commerce, mas não pode ou não deseja investir um valor muito alto. E vender em marketplace, custa quanto? A seguir vamos explicar como funcionam as taxas, quando e quanto você paga.

Quanto custa para vender em marketplace?

A verdade é que colocar os seus produtos na vitrine virtual dos marketplaces não custa nada, você paga apenas uma comissão a cada venda realizada. Essa porcentagem cobrada pela plataforma, também é chamada de fee e é calculada devido à estrutura de serviços oferecida. Compare as taxas de marketplace x e-commerce e entenda qual deles é mais rentável:

Marketplace: Marketing + Antecipação de crédito + Chargeback + Gateway + Anti-fraude + Fraude apurada + SAC nível 1
O total de investimentos fica entre 12% e 16%

Loja própria (E-commerce): Plataforma (até 2%) + Marketing (6%) + Antecipação de crédito (8%) + Chargeback (1 %) + Gateway (3,5%) + Antifraude (2,4%) + Fraude apurada (1%) + SAC (1%)
O total de custos somaria cerca de 21,5%.

Tabela comparativa marketplace x ecommerceTabela comparativa marketplace x ecommerce

Qual a diferença entre e-commerce e marketplace?

Vender em marketplaces tem muito mais vantagens do que criar um e-commerce próprio ou loja online exclusiva, confira os benefícios:

  • Baixo custo inicial
  • Baixo investimento em Mídia Digital
  • Alta Rentabilidade
    Melhor margem de lucro para fabricantes
  • Visibilidade
  • Aumentar a presença/penetração de seus produtos em regiões/cidades que não possuem expressão nas vendas em lojas físicas.

E se eu já possuo e-commerce?

Se você já possui e-commerce, os marketplaces darão maior visibilidade, alcance e, consequentemente, maior rentabilidade ao vender mais e diluir o custo fixo.

Como se cadastrar nos melhores marketplaces / players do mercado?

Aqui temos uma notícia ótima, e também uma notícia chata. A notícia chata, é que a indústria ou empresa precisa se cadastrar em cada um dos marketplace, alimentar e monitorar cada plataforma individualmente, tendo diversas tarefas como:

  • organizar a documentação
  • fazer o credenciamento
    configuração e ativação
  • definir o mix de produtos e melhor precificação
    elaborar a descrição dos produtos
  • personalizar a descrição dos produtos para a exigência de cada marketplace
    monitorar os resultados… e muito mais.

São mesmo muitos detalhes e muitas plataformas para gerenciar, mas agora é que vem a ótima notícia: a Hubsales pode te salvar e fazer tudo isso por você. A Hubsales, como o nome diz, é um Hub Comercial. Hub é um sistema concentrador que integra tudo num mesmo lugar e, embora haja outros hubs no mercado, a Hubsales faz todas essas etapas e trabalhos por você e, ainda, oferece:

  • Suporte Especializado e Individualizado
  • Suporte no pós venda nos Marketplaces
  • Análise de posicionamento de mercado

Entenda melhor os diferenciais Hubsales

Muito mais do que integrar os marketplaces para indústrias ou empresas, a Hubsales realiza todo o trabalho mais difícil por você e dá todo o suporte necessário para você vender mais. O que a Hub Sales faz:

  • Realiza todo o onboarding de cadastramento/contrato, organiza/valida documentação e acompanha assinatura do contrato. Realiza o cadastro no portal quando é termo de adesão.
  • Transforma a ficha técnica do produto em uma descrição vendável. Realiza toda a descrição dos produtos enriquecendo para melhor performance de busca.
  • Realiza todo o trabalho de ativação dos produtos em todos os marketplaces. Garantindo a máxima do portfólio do Seller ativo e aparecendo na vitrine. Serviço de setup/onboarding dos produtos mais rápido para indústria.
  • Gestão/monitoramento garantindo performance de venda com GMV no mínimo 30% maior. 70% dos sellers Hubsales performam em venda. A média nos marketplaces está entre 20 e 30%. O Seller recebe um gestor de contas que lhe dá todo o suporte no dia a dia e acompanha a performance de venda.
  • Auxilia o Seller na definição do Mix de produtos que terá maior profundidade de estoque bem como o melhor posicionamento de preço.
  • Monitoramento operação expedição/entrega e SLA mais eficiente com menor incidência de chamados do consumidor final (menos SAC).
  • Assume o custo da plataforma de integração (Anymarket).

Fale com um especialista e saiba como usar uma única plataforma integrada com todos os marketplaces brasileiros, ter mais lucro e menos trabalho: